top of page

A TELEPSICOLOGIA VEIO PARA FICAR! (Parte 1)

A Terapia Online veio para ficar!

Efetivamente com a Pandemia, muitos dos serviços de saúde aumentaram a sua o

ferta online e têm sido disponibilizadas muitas consultas de medicina e de psicologia em modo de teleconsultas (online). Numa primeira fase do confinamento, durante a pandemia, começaram a surgir mais ofertas de consultas de psicologia em modo de teleconsultas, por exemplo, em hospitais, centros de saúde, seguradoras na área de seguros de saúde. Hoje, que já passamos pela terceira vaga da pandemia, a adesão a serviços de teleconsulta parece ter aumentado significativamente.


Atualmente, segundo dados da APA (American Psychological Association) na revista Monitor (2021), refere que cerca de 75% dos Psicólogos dizem estar a tratar apenas os clientes à distância (teleconsultas), sendo que 61% fornecem apenas serviços por telefone e 37% estão a usar os serviços do FaceTime e do Skype. E também, que as Companhias de Seguros de Saúde norte-americanas, estão a reembolsar os pagamentos das teleconsultas aos psicólogos. Em Portugal, de acordo com a minha experiência essa prática das seguradoras cobrirem as consultas online (Telepsicologia) também já é uma realidade para algumas Seguradoras, esperando que as mais resistentes compreendam esta mudança que veio para ficar!


Uma das questões que se coloca sobre as teleconsultas é: será que as teleconsultas de psicologia são tão boas (leia-se eficientes e eficazes) quanto as consultas de psicologia presenciais?

Há estudos que indicam que é verdade. Vários estudos publicados sobre a questão das consultas de psicologia online, em comparação com as consultas presenciais demonstram que não existem diferenças entre estas duas modalidades de consultas. Ou seja, fazer uma consulta de psicologia/psicoterapia em modo teleconsulta é tão eficiente e eficaz quanto uma consulta presencial. Não havendo diferenças, parece que o importante será que seja garantida a privacidade entre o cliente e o psicólogo/psicoterapeuta, e a segurança da comunicação das plataformas, onde se fazem as consultas online. Atualmente existe uma grande variedade de plataformas para se fazerem teleconsultas coo sejam o Skype, o Zoom, Teams, entre outras.


Pessoalmente, recomendo duas condições, para quem quer fazer as consultas online. Na minha opinião, caso opte por fazer a sua consulta online, deverá ter uma internet que permita fazer a chamada de vídeo de qualidade e usar uma plataforma segura. Mas, antes disso e não menos importante, ao escolher o Psicólogo clínico ou Psicoterapeuta deveria confirmar as credenciais do Psicólogo/Psicoterapeuta escolhido, nas plataformas oficiais da respetiva Ordem dos Psicólogos Portugueses e da respetiva Associação de Psicoterapia. No meu caso, através a colocação do meu nome no Diretório de Psicólogos da Ordem dos Psicólogos Portugueses https://www.ordemdospsicologos.pt/pt/membros verificando a autenticidade das credenciais do Psicólogo, pois na internet, não será de excluir que possam existir pessoas que se intitulem Psicólogos ou Psicoterapeutas, sem efetivamente estarem acreditados na Ordem dos Psicólogos enquanto Psicólogos e na respetiva Associação de Psicoterapia enquanto Psicoterapeutas ou Terapeutas (Também há diferenças entre Psicoterapeutas e Terapeutas). Por exemplo, no meu caso, enquanto Psicoterapeuta e Supervisor EMDR, devera verificar os requisitos na Associação EMDR – Portugal através do link https://www.emdrportugal.pt/terapeutas-em-emdr/lisboa/

Fim da Parte 1, brevemente partilharei a Parte 2 deste Post


Para questões ou para agendar consulta comigo envie email para 100stresse@sapo.pt ou por mensagem para o seguinte contacto: 929 060 340

Carlos Anunciação

Psicólogo Especialista e Psicoterapeuta
Membro Internacional da American Psychological Association

Comments


bottom of page